Podcast Colunistas Rádio USP  –  07 04 2020

Nesta edição, o Embaixador Rubens Barbosa analisa os fatos que pressionam o governo da Venezuela para a abertura de processo democrático. Há vários fatos que indicam esse processo, segundo Barbosa: o indiciamento pelos EUA do presidente Maduro e de toda a cúpula pelo transporte de narcotráfico para os Estados Unidos; queda significativa dos preços do petróleo no mercado internacional por conta da briga entre Arábia Saudita e Rússia; o agravamento da situação social e de saúde pelo coronavírus; e a saída de uma das maiores empresas petrolíferas da Venezuela.

O presidente Trump apresentou um plano de transição para a democracia que passa por alguns pontos: suspensão de todas as sanções econômicas, caso Maduro resolva abandonar o poder; a partir disso, seria criado um governo de transição, em que Maduro e Guaidó seriam afastados dessa sucessão; a Assembleia Nacional seria eleita e, por sua vez, elegeria um governo de transição, entre outras propostas. Esse plano, ressalta Barbosa, mostra que o governo americano abrandou a sua posição e aceita uma partilha de poder com membros contra o governo. “Embora ainda não se vislumbre saída próxima, essas iniciativas poderão ter um peso no processo interno, sobretudo pela epidemia e o preço do petróleo, que estão pressionando o governo de Maduro”, afirma.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Diplomacia e Interesse Nacional.