INTERLOCUÇÃO – PROGRAMA TV ESTADÃO-IRICE

Primeira Edição – 23/08/2019

Dentro das iniciativas do IRICE para 2019, começou a parceria TV Estado e o Instituto para a transmissão, inicialmente mensal,  de programa sobre política externa e comercio exterior. Assim sendo, foi ao ar no dia 23 de agosto passado a primeira edição do programa Interlocução:  O Brasil no Mundo.  Nesse primeiro encontro, com a participação também do editor internacional do Estadão,  Rodrigo Cavalheiro, foram discutidas questões relativas à eleição americana, o acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul e as relações bilaterais entre Brasil e EUA. Para assistir à íntegra da entrevista: https://youtu.be/RJa9bP8pSUw.

 

EX EMBAIXADOR RUBENS BARBOSA TOMA POSSE NA ACADEMIA PAULISTA DE LETRAS

Com a presença de eminentes acadêmicos e ilustres convidados, ocorreu no dia 29 de agosto passado a cerimônia de posse do diplomata e ex Embaixador Rubens Barbosa na Academia Paulista de Letras, eleito em junho passado. Em seu discurso de posse (https://drive.google.com/open?id=1ve_NA9Bb7NkxKPhgEw30aw4ZZL_lFRop),  o diplomata agradeceu o reconhecimento da Academia e  manifestou sua honra em ocupar  a cadeira 10, cujo patrono é o emérito Cesário Mota Junior.  A cadeira foi ocupada entre 1991 e 2019 pelo naturalista e professor Paulo Nogueira Neto, falecido no inicio deste ano.

 

NÊUMANNE ENTREVISTA RUBENS BARBOSA – “ESTAÇÃO NÊUMANNE”

Autorizado pela experiência adquirida como embaixador do Brasil em Londres e Washington, Rubens Barbosa acredita que “o acordo comercial Mercosul-União Europeia pode trazer, em médio prazo, em dois ou três anos, quando entrar em vigência, resultados bastante positivos para as exportações brasileiras, se melhorarem as condições de competitividade da economia e do setor produtivo nacional”. Protagonista do Nêumanne Entrevista da semana no blog, ele avisa que “para a redução do chamado custo Brasil devemos avançar na agenda de reformas, de redução do papel do Estado e da desburocratização. Sem isso dificilmente o setor industrial poderá beneficiar-se das preferências que receberá com a abertura do mercado europeu”. Barbosa prevê ainda que, seja qual for o resultado da eleição na Argentina, o Brasil não se afastará do vizinho, ao contrário do que parece que o faria por conta dos insultos trocados recentemente entre o presidente Jair Bolsonaro e o vencedor das eleições prévias de 11 de agosto, o peronista Alberto Fernández, “por determinismo geográfico”. O diplomata adverte ao governo brasileiro que o meio ambiente é um tema que entrou na pauta internacional para ficar. http://neumanne.com/nov…/neumanne-entrevista-rubens-barbosa/ (mais…)

SEMINÁRIO: A IMPORTÂNCIA DAS HIDROVIAS NO BRASIL

Por uma política para as Hidrovias

O IRICE e o Instituto de Engenharia convidam para um seminário sobre o desenvolvimento das hidrovias brasileiras, no próximo dia 27 de agosto. O seminário contará com a participação de representantes do Governo Federal  e do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, dentre outros representantes do governo e do setor privado.

O modal hidroviário tem grande potencial para se transformar em vetor de desenvolvimento nacional e de integração regional, integrando e se integrando a todos os demais modais de transporte – a partir de seus 44.000 km potencialmente navegáveis apenas em território nacional. A hidrovia é o modal mais barato e eficiente para grandes cargas a longas distâncias – além de ser aquele que gera o menor impacto do ponto de vista ambiental.

O modal hidroviário apresenta grandes oportunidades como indutor e condutor da eficiência logística, contribuindo para promover a modernização das diversas regiões do Brasil – e por isso o seu fomento demanda um olhar estratégico por parte do poder público.
 
Além das vantagens em toda a cadeia logística, um mundo de novas oportunidades se abre ao modal hidroviário quando se olha o potencial de integração fluvial na América do Sul, e sua maior relevância competitiva e estratégica diante da recente assinatura do acordo comercial do Mercosul com a União Europeia. 

Uma efetiva política de incentivo à hidrovia no Brasil poderá destravar grandes oportunidades para a integração fluvial da América do Sul, a partir da interligação da Hidrovia Tietê-Paraná, Rio da Prata com o eixo de acesso ao Pacífico – via Argentina e Chile – uma via navegável e de baixo custo sobre mais de 6.000 km de integração hidroviária
.

Para a programação e inscrição (gratuita), acesse aqui: https://www.institutodeengenharia.org.br/site/events/a-importancia-das-hidrovias-no-brasil/

27 de agosto
Local: Instituto de Engenharia – Av. Dr. Dante Pazzanese, 120 – Vila Mariana – São Paulo 
Inscrições: divtec@iengenharia.org.br